Domingo, 17 de Outubro de 2021 12:43
(11) 5090-2240
17°

Céu encoberto

São Paulo - SP

Dólar com.

R$ 5,46

Euro

R$ 6,33

Peso Arg.

R$ 0,06

Notícias Categoria ignorada

Motoboys e ciclistas profissionais têm pedidos negados para inclusão em grupo prioritário da vacina

SindimotoSP solicitou inclusão de trabalhadores motociclistas e ciclistas em grupo de risco para ter vacina da Covid-19 antecipada, mas até aqui, os governos federal, estadual e municipal negaram pedido

21/06/2021 10h42 Atualizada há 4 meses
Por: Redação Fonte: Febramoto
Divulgação
Divulgação

Em plena pandemia e com números de mortes ultrapassando 500 mil óbitos, os trabalhadores que estão atuando no setor de entregas com motos e bikes na linha de frente ajudando a população no isolamento, continuam de fora dos grupos de risco. São milhões de entregadores motociclistas e ciclistas em todo Brasil atuando nas entregas de delivery, pequenas encomendas, remédios, documentos etc, que estão nas ruas. Mesmo assim, nenhum governo sensibilizou-se com o assunto.

O SindimotoSP / Febramoto ressaltam que a prefeitura e o Estado de São Paulo, além do Ministério da Saúde negaram os pedidos para incluir os motoboys no grupo prioritário da vacinação contra a covid-19.

“Apresentamos para eles propostas altamente plausíveis de serem aplicadas de forma a termos todos os profissionais vacinados em tempo, porém fomos lamentavelmente ignorados“, diz Gilberto Almeida, conhecido como Gil dos Motoboys.

Ele também afirma que a classe não tem representantes políticos e diz que a categoria está abandonada pelos governantes. “Com certeza a imunização de forma antecipada e correta teria evitado muitas mortes dentro do nosso setor”, lamenta o sindicalista.

A Prefeitura de São Paulo disse que a abertura de novos grupos depende da chegada de novas doses de vacina, enviadas pelo Ministério da Saúde aos Estados, que repassam aos municípios e diz que a Secretaria de Saúde segue o calendário definido pelo PNI (Programa Nacional de Imunizações) e o PEI (Programa Estadual de Imunizações). Já o Governo do Estado também afirmou seguir diretrizes do PEI e do PNI do Ministério da Saúde para a definição dos públicos-alvo a serem imunizados. Enquanto que, o Ministério da Saúde se defende alegando que a seleção de grupos prioritários foi definida por especialistas na área e compactuada com várias entidades, como o Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e o Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde). 

Sem definições e perspectivas de inclusão, segue em Brasília na Câmara do Deputados o PL (projeto de lei) 1979 de 2021, de autoria do deputado federal Beto Rosado (PP-RN), para determinar a inclusão dos motoboys e entregadores de aplicativos como grupo prioritário para a vacinação contra a covid-19. Porém, o texto ainda não passou pela mesa diretora, a primeira etapa de tramitação para um projeto ser avaliado e votado.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São Paulo - SP
Atualizado às 12h27 - Fonte: Climatempo
17°
Céu encoberto

Mín. 16° Máx. 20°

17° Sensação
17 km/h Vento
94% Umidade do ar
90% (25mm) Chance de chuva
Amanhã (18/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 19°

Chuvoso
Terça (19/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 18°

Chuvoso
Mais lidas