Sindmoto.DF participará de Grupo Técnico do Denatran que estudará mudanças nas Resoluções 356 e 410

Em reunião ocorrida na sede do Denatran em Brasília, os representantes dos motoboys e mototaxistas do Distrito Federal conseguiram oficialmente fazer parte do Grupo Técnico para estudar propostas, sugestões e viabilidades técnicas para a regulamentação das atividades de motofrete e mototáxi em todo Brasil. 

Para os sindicalistas e representantes do setor de duas rodas profissionais da capital federal, o Sindmoto.DF deve participar oficialmente da discussão das mudanças que resultarão em flexibilização da lei. Na ocasião reivindicou-se mais Cursos de 30 Horas do Contran gratuitos e EAD

Participaram da reunião Silvair Fonseca (diretor Geral do Detran Brasília), Rubens de Almeida (diretor Sindmoto.DF), João (representando os motofretistas), Mauricio José Alves Pereira (diretor Geral Denatran), Luiz Carlos Galvão (presidente Sindmoto.DF), José Pereira da Silva Professor Educação Trânsito Denatran) e Vanildo (representando os mototaxistas).

O objetivo do Grupo Técnico constituído por integrantes do Denatran, Febramoto, SindimotoSP, Sindmoto.DF, Fenordest e demais de trabalhadores de motofrete e mototáxi, além da Abraciclo, da Polícia Rodoviária Federal e da Associação Nacional dos Departamentos de Trânsito (AND), será revisar as Resoluções do Contran, a saber:

Resolução nº 356, de 02 de agosto de 2010 – estabelece requisitos mínimos de segurança para o transporte remunerado de passageiros (mototáxi) e de cargas (motofrete) em motocicleta e motoneta;

Resolução nº 410, de 02 de agosto de 2012 – regulamenta os cursos especializados obrigatórios destinados a profissionais em transporte de passageiros (mototaxista) e em entrega de mercadorias (motofretista) que exerçam atividades remuneradas na condução de motocicletas e motonetas.

Em breve o GT deverá apresentar proposta de minuta de Resolução ao DENATRAN.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*